A história de sucesso do VALENTIN

 

Desenvolvemos uma usina de biogás compacta, de fácil manuseio e direcionada a agropecuária.

"Projetamos o VALENTIN para ser uma usina de biogás fácil e rápida de ser instalada. Nossos criteriosos padrões de desenvolvimento e fabricação permitem que o operador produza biogás de forma econômica e eficaz", explica Jürgen Adamik, diretor comercial da PlanET. Para nós isso é um grande êxito, já que o projeto VALENTIN apresenta as mesmas qualidades técnicas e biológicas das usinas tradicionais de biogás. Então, isso garante da mesma forma a abertura para diferentes fontes de receita, tais como, eletricidade e calor.

A construção modular garante um startup técnico estável

Uma vez que todas as peças são montadas, testadas e o startup técnico é efetuado, a usina está pronta para operar. Com a construção modular todas as peças são simplesmente encaixadas e fixadas. "Esta é a vantagem do VALENTIN", explica o operador Philippe Deru.

Em 14 dias a usina de biogás está pronta para funcionar e o biogás já pode ser produzido de três até no máximo quatro semanas. "Esta é a diferença decisiva em relação a uma usina de biogás convencional", explica Jürgen Adamik.

São utilizados apenas materiais resistentes à corrosão

A fabricação do tanque bioprocessador é uma característica especial do VALENTIN. Essa especialidade vem de um corte rápido e extremamente preciso, feito com equipamentos a laser de alto desempenho. Este material resistente à corrosão garante a produção de biogás segura e duradoura na usina de energia VALENTIN.

"Visto que estávamos a procura de uma finalidade para o dejeto bovino e que só queríamos utilizar os substratos produzidos na fazenda para a produção de biogás, decidimos por uma usina de 50 kW. Assim, não precisamos de outras fontes extras de energia", explica Philippe Deru. Apesar da quantidade relativamente pequena de 17 m³ diários de dejeto líquido que é alimentado no tanque, a fazenda dele é capaz de produzir energia suficiente para seu consumo.

Carga horária de trabalho de alguns minutos diários

O trabalho diário na operação do VALENTIN também não é longo. "Graças à aplicação de uma alta tecnologia de controle e automação, estimamos que o trabalho do operador seja de 15 a 30 minutos diários. ", explica Jürgen Adamik.

Philippe Deru: "Na minha opinião, o VALENTIN deveria ser uma parte complementar da produção leiteira, sendo que os produtores iriam tratar o dejeto dos animais e também lucrar com a produção do biogás. O startup e a operação da usina são muito fáceis e rápidos".

pt_BR
de_DE en_US fr_FR ja pt_BR